3/14/2007

THOMAS RASCHKE, desenhar no espaço

Thomas Raschke tem um estúdido-oficina em Berlim onde constrói esculturas à base de arame cortado, dobrado a rigor e soldado. Imaginem que todos os objectos possuem um esqueleto por debaixo da sua superfície-pele. A quem conheça os programas gráficos de imediato estas escuturas lembrarão o modo wireframe. Thomas interroga-se sobre quantas linhas são necessárias para descrever as arestas e superfícies de um objecto no espaço ou sobre o equilíbrio entre uma austera autonomia e o luxo do detalhe, são palavras suas, a ler no seu site, onde poderão também observar complexas instalações que reproduzem um ambiente com minúcia, ou esculturas mais simples de objectos isolados, guitarras, ursos de peluche, revólveres, panelas de pressão.Algumas das suas obras foram mostradas no Das Deutsche Handwerk (The German Craftsmanship) em Estugarda e também em Berlim.

Nenhum comentário: