3/01/2007

THEO JANSEN e as suas criaturas andantes


Theo Jansen é, em absoluto, um homem com uma visão e uma missão criadora.Estudou ciências na Universidade de Delft, na Holanda, mas abandonou a física para se dedicar às artes, tendo começado por pintar. Interessou-se depois pela aeronáutica e robótica. No início dos anos 80 começou a criar programas, algoritmos para simulação artificial da vida. No seu laboratório de Ypenburg do design de organismos vivos e independentes através de software passou à construção de esculturas cinéticas. Usa tubos de plástico, cabos, cordas de nylon e fita adesiva para realizar as suas formas de vida mecânicas através de uma fusão de arte e engenharia. As criaturas a que chama bestas da areia, mais próximas de um processo de invenção e construção artesanal do que industrial, são capazes de se locomoverem com autonomia junto da orla costeira, alimentadas pelo vento sobre a areia molhada, sem qualquer sistema electrónico. Poéticas, estas esculturas que se assemelham a esqueletos de grandes animais, lembram-nos a necessidade da coexistência da técnica e da natureza num ambiente sustentável. Não deixem de visitar a sua página e, imperdível, não deixem de ver os vídeos destas esculturas em movimento. Ou então, o inspirado anúncio da BMW, realizado pela agência Ireland/Davenport, da África do Sul,Defining innovation, protagonizado pelo próprio Theo, aqui.

Um comentário:

Nicole disse...

Really interesting artists!